Renovação.

A natureza, mestra que é, enche-nos de preciosas lições,  além de sermos conectados e fazermos parte da mesma. As estações do ano e as mudanças causadas geradas no ambiente são uma fonte muito rica de aprendizado.

As alterações na luminosidade, nas estações mais definidas no Brasil, como o verão e o inverno mudam bastante o nosso dia a dia. No verão o dia dura mais do que a noite, justamente por haver mais luminosidade em tal período. Ocorre o inverso no inverno. O dia é mais curto, anoitece mais rápido.

E tudo isso foi observado de forma bastante acurada pelos povos orientais e essa inter-relação entre homem e natureza é explicada de forma detalhada nos escritos da Medicina Tradicional Chinesa (M.T.C.). Pela Medicina Chinesa, o homem é visto como um pequeno universo, tendo também suas estações, e períodos de expansão e recolhimento, etc.

Para ilustrar, podemos comparar o verão com sua luminosidade e calor abundantes, convidando à extroversão, à expansão. No inverno, com dias mais chuvosos e enevoados, o movimento é de recolhimento, introspecção. E isso acontece na natureza e no homem. Então, a conexão, o alinhamento do homem com os ritmos da natureza é, certamente, uma forma de prática de saúde.

Muitas vezes nas nossas vidas passamos por situações, momentos em que precisamos fazer esses movimentos de expansão e recolhimento. Determinada situação pode nos abater, abalar nosso estado emocional. E podemos tentar lutar contra isso, pois há uma regra tácita que “temos que ser fortes, não demonstrar fraqueza”.

Mas isso em vez de nos ajudar pode nos enterrar ainda mais. Recolher-nos diante de uma adversidade ou um momento difícil não quer dizer que não estamos enfrentando ou que estamos sendo “derrotados”. Parar frente a um momento difícil é, às vezes, a melhor atitude. Assim podemos entrar em contato com nossa força interna e assimilar o que nos ocorreu. Negar a situação não irá fazê-la sumir.

Como também sucumbir perante ela não parece ser a melhor estratégia. O ato de nos recolher, procurar um amigo, um terapeuta, ou nos conectar com o que seja o sagrado para nós pode ser uma boa opção. Cada um sabe de si. E não há pessoa que nos conheça melhor do que nós mesmos.

Ir a um ambiente natural, como um parque, o verde, observar as estrelas á noite também é uma prática muito saudável. Ficar em silêncio e sentir o vento na face é maravilhoso. Isso nos conecta à natureza, que por sua vez ativa a nossa força interior.

O verde, as plantas, o som da natureza, como o dos pássaros traz uma calma interior e é uma receita muita boa para casos de esgotamento nervoso.

O relaxamento é um ato de permissão. Se alguém se forçar a relaxar, dificilmente conseguirá. Podemos convidar a calma, a paz, mesmo se naquele momento estivermos abalados. Um modo imediato de nos acalmar é através da respiração consciente, como já foi divulgado em vários posts aqui do blog. A respiração e estado emocional estão intimamente ligados. E isso não é questão de fé, é fisiológico e já reconhecido pela Ciência.

Nossas células se renovam, nosso cabelo, nossas unhas. A cada respiração o oxigênio é renovado, só pra dar alguns exemplos. Então penso que isso seja uma mensagem da vida para que abramos um espaço também na administração de nossas experiências para a renovação.

Se fizermos exercícios respiratórios, uma atividade física, nossa saúde é fortalecida. A musculatura se desenvolve, a postura melhora, nosso humor melhora. Então isso nos mostra que tudo pode ser melhorado, ou seja, um grande princípio que rege tudo é a evolução. Mas para que isso ocorra é preciso um ato de vontade, determinação e disciplina.

Então, assim como nosso corpo renova nossas células, porque não podemos renovar nossas posturas perante a vida, as adversidades? Se em vez de mantermos posições rígidas a respeito de nós mesmos, dos outros, porque não experimentarmos vermos as situações por um outro prisma?

Todos sofremos perdas. Todos temos desafios. A questão que pesa no que tange à saúde é como lidamos com essas perdas e desafios. Será que não estamos dando uma carga de drama e negativismo em excesso a estas situações e tornando o fardo ainda maior? Será que não podemos tentar ao menos nos dar uma chance?

Ás vezes o importante não é as respostas que temos em mente. Mas sim fazer novas perguntas e se entregar ao rio da vida. E seguir seu fluxo.

Sérgio Paffer.

Proibida a reprodução parcial ou total do conteúdo sem o consentimento do autor. É livre o compartilhamento desde que citada a fonte. Todos os direitos reservados.

Fotos: reprodução.

Anúncios

2 respostas em “Renovação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s