Meditação em um instante.

Assistindo ao Youtube, vi um vídeo muito legal que ensina como fazer a meditação em um instante. É muito bem feito, simples e direto.

Já abordamos o quanto é preciso cuidar da saúde mental e do pensamento e inúmeros são os benefícios da prática meditativa.

Esta prática sugerida é simples, não se pode alegar a famosa “falta de tempo” pois só leva um minuto. Pela meditação saímos do piloto automático do dia a dia e nos permitimos naquele momento de prática dar uma parada, reabastecendo nossos níveis de energia e uma maior oxigenação no corpo beneficiando a saúde em vários sentidos. Além disso torna-se possível fazermos a conexão com nós mesmos. A respiração é a maior automassagem que existe. Toda nosso metabolismo é beneficiado pela prática da respiração lenta e consciente.

Sem mais delongas deixo os leitores com o vídeo, desejando uma boa prática e que saibamos sempre acessar o nosso remédio interior, o nosso Qi, através deste ato tão simples, mas tão poderoso que é a respiração consciente. Pode-se repetir este processo uma vez a cada hora, na fila de um ônibus, banco,etc. Permita-se fazer o bem a si mesmo. Se repetirmos a prática sugerida ao longo do dia estaremos mais presentes, centrados e com certeza mais saudáveis. Boa prática. Abraços a todos.
Sérgio Paffer.
©Todos os direitos reservados.
Vídeo: Youtube.

Meridianos da acupuntura,contra-indicações da automassagem.

mapas dos meridianos

   Os meridianos são como “estações” por onde a energia Qi (diz-se tchi) flui. Os pontos de acupuntura que são os mesmos pontos usados na automassagem e na massoterapia Do-in são locais onde esta energia se concentra. Os chineses descobriram há 5000 anos que acessando determinados pontos em nosso maior órgão, que ocupa 70% do nosso corpo, a pele, é possível atuar sobre a saúde de todo o organismo. Tratando e prevenindo as mais diversas patologias.

   Para isso desenvolveram variadas técnicas, como a manipulação desses pontos através do toque ,na automassagem, ou na massoterapia (massos=massagem, terapia=tratamento) em outra pessoa. Pela ativação destes pontos é possível equilibrar o fluxo de energia nos meridianos e causar um efeito nos órgãos internos, conduzindo o indivíduo a um estado de equilíbrio energético, tratando os mais variados distúrbios.

  A automassagem é uma maneira simples, eficaz de melhorar e manter a saúde. Seu uso não requer nenhum aparelho específico ,somente o uso das mãos. Promove o equilíbrio energético do indivíduo e, como consequência, a saúde e o bem estar. Há de se salientar que a automassagem tem contra-indicações. Ela não é uma panacéia, milagre. Ela é uma forma de auto-cuidado cuja eficácia já foi comprovada pelo tempo e hoje em dia sua prática está espalhada por todo o planeta.

Deve ser realizada, acompanhada de uma conscientização respiratória, com a postura ereta, a fim de que os órgãos fiquem corretamente alinhados, e a conexão com a energia da Terra fique ativada e de maneira relaxada, para que a energia flua sem tensões.

CONTRA-INDICAÇÕES DA AUTOMASSAGEM:

Os seguintes estados limitam ou mesmo impedem a realização da massagem:

-fome excessiva ou empanturramento alimentar;

-doenças infecciosas agudas, como difteria, febre tifoide , cólera , etc ;

– doenças de pele no local do ponto de massagem;

– tumores, particularmente na área de um tumor maligno;

– debilidade acentuada;

– tuberculose na coluna ou ossos;

– fratura na coluna ou ossos;

– fratura incurada;

– artrite aguda;

– menstruação normal (pontos BP 6 e IG 4)

– gravidez (pontos no abdômen e BP 6, IG 4, E 36, VB 21, B 60)

– veias com trombose.

Fonte:  “Automassagem e Medicina Chinesa.”

Autor: Marcos Freire Júnior.

Sérgio Paffer.

©Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução ou cópia do texto sem a autorização expressa do autor. É livre o compartilhamento desde que citada a fonte.

Imagem: Reprodução.

                                                       

A deseducação

A educação

   Este título do post pode causar uma certa estranheza aos leitores. Mas como preconiza o ditado popular “nem tudo que parece é”.

   Ao longo das nossas vidas somos bombardeados com  toneladas de informações, impressões e padrões de comportamento.

    Estes padrões podem vir das mais diversas fontes, entre as mais comuns: a família , a escola , a religião , os valores sociais que nos são enfiados goela abaixo para que sejamos ” bons meninos” e ” boas meninas.”

  Quando nascemos, somos destemidos.  Tanto , que precisamos permanentemente de um adulto perto de nós , sob o risco de pularmos uma varanda, cairmos de uma escada,etc.

  Isso ocorre porque ainda não absorvemos os limites que nos são impostos amorosamente ou não pelos nossos país ou responsáveis.

  Não temos noção do perigo que podemos correr com nossas atitudes e precisamos de um adulto para nos proteger e nos guiar rumo ao mundo que estamos a descobrir.

  Luiz Gasparetto, um autor a quem muito admiro,declara : “quando nascemos nós não temos medo. Somos ousados, queremos descobrir o mundo. Mas os pais , na sua tarefa de nos “educar”, terminam por nos ensinar a pior coisa que poderíamos aprender: o medo. Estas simples palavras que muitas vezes visam ao controle para que a criança seja “boazinha”, exemplo: comporte-se ou o bicho papão vai lhe pegar. Você não gosta do papai ou da mamãe, então porque não faz o que nós lhe pedimos? Seja igual ao seu irmãozinho(a), coleguinha. Olha, papai do “céu” não gosta de menino “mal”  comportado. Tudo isso vai sendo absorvido por nosso inconsciente e discretamente vamos sendo manipulados, tolhendo os impulsos da nossa alma. Isso não quer dizer que os pais ou responsáveis vão deixar os filhos fazerem o que lhes derem na telha, a ponto de sofrerem perigos reais.

  Não, uma das coisas que a criança tem que receber para se tornar um adulto saudável é limiteouvir um não. Porque o mundo irá dizer muitos nãos para essa criança no futuro. 

  Mas a forma como isso é colocado, geralmente é de forma manipuladora e gerando sentimentos de culpa para que a criança seja obediente.”

  Os pais e educadores têm que ter um cuidado muito grande na forma como lidam com as crianças. Pois o medo ele é aprendido. E conseguir pela manipulação uma obediência irá gerar um adulto  inseguro, manipulável e desconectado de si mesmo.

  Então, uma das tarefas para o alcance de nossa harmonia e paz interior é deixar de lado a parte da educação que percebemos que nos prejudicaE assim contruir nossos próprios valores.

  Pois senão estaremos reproduzindo padrões mentais, energéticos e de comportamento que não são nossos, aos quais fomos condicionados.  Acredito que somos seres espirituais que vivenciam uma experiência humana. Não acredito em acaso. Mas também não tenho essa visão de carma, punição ,castigo, pecado. Descobri (respeitando quem pensar de outra forma) que esses valores e conceitos não me servem, ao contrário, fazem-me mal.

   Portanto, diariamente procuro fazer uma deseducação daquilo que não me serve.       Agradeço à vida, aos meus pais e educadores aquilo que me passaram, “porque as perdas nunca são totais”. Sempre fica algo que se aproveita. Estas pessoas fizeram aquilo que seu nível de entendimento pôde lhes permitir. Só que agora eu sou um ADULTO , RESPONSÁVEL POR MIM MESMO E RESOLVI ME REEDUCAR NAQUILO QUE TEM DE VALOR PRA MIM.

    Neste processo conto com várias ferramentas que considero aliadas. A psicoterapia, sem sombra de dúvida é uma delas. Pois, através dela, vou tomando consciência dos meus padrões de comportamento e pensamentos que me são prejudiciais e vou através do processo psicoterapêutico mudando um pouco a cada dia.

  Outra ferramenta que muito me ajuda é a Terapia Reiki, quer quando me auto-aplico, quer quando recebo de alguém. O Reiki faz com que tomemos consciência das atitudes e padrões que geram desarmonia e gentilmente vai dissolvendo os nós energéticos que causam as desarmonias em nós, expandindo a nossa consciência.

   A respiração consciente, meditação e a automassagem também me permitem estar mais centrado, “enraizado” em contato com meu corpo e assim, vou tomando consciência do momento presente, gerando uma calma interior e quando vejo , ao final de cada prática,  estou mais sereno, no aqui e agora.

   O medo faz parte de todos nós, assim como a raiva, a alegria, a tristeza, todas as emoções. Mas, do mesmo modo que ele foi aprendido, podemos fazer um trabalho interior de desaprendê-lo e, se for o caso de não conseguirmos por nós mesmos, com a ajuda de um psicoterapeuta ou das Terapias Integrativas, fazer um trabalho de cultivar a virtude oposta, a coragem, sendo amparados e principalmente nos auto-amparando e nos auto-acolhendo.

   E isso está na mão de todos nós. Para mudar você, invista em si mesmo. Procure fazer uma meditação , uma reflexão sobre o que te faz agir de determinada maneira. E se não conseguir busque ajuda, a psicoterapia e as Terapias Integrativas são excelentes aliadas.

  Mas tudo começa em você. E aí, quando tirar essas crenças e padrões que lhes foram impostos, sobrará espaço para você escolher  o que é importante e real para si mesmo. Fará uma reeducação mental. Uma faxina interior. E brilhará a Luz que há dentro de você.

                              Abraços fraternos.

                          Sérgio Pinheiro  Paffer.

                      ©Todos os direitos reservados

                               

                                 Imagens: Reprodução.

 

  

 

O Tai Chi

O Tai Chi

”   A Medicina chinesa não pode ser vista separadamente da sua origem: a filosofia taoísta, que floresceu na China, milênios atrás, e é fruto da contemplação da natureza pelos taoístas, que buscam, dessa maneira, a fonte da sabedoria para governar o conhecimento e a consciência dos seres humanos.

   A filosofia taoísta é capaz de influenciar todas as manifestações da humanidade, como a política, a educação, a medicina, a religião, as artes, a arquitetura, o paisagismo, o amor, as diversões ,etc. Aplicado à medicina, o taoísmo deu origem ao que, hoje , é conhecido mundialmente como a Medicina Tradicional Chinesa ou Medicina Taoísta.

   O principal conteúdo da filosofia taoísta é a admissão da existência concomitante de dois mundos, um absoluto e outro relativo.

  O mundo absoluto é representado pela união de todas as coisas existentes no universo. Segundo essa visão, o taoísmo considera o universo como uma grande integração entre todos os fenômenos da natureza, na qual estamos inseridos de forma inseparável.

  Em contrapartida, o mundo relativo é criado pela divisão desse todo absoluto em duas partes, originalmente denominadas Yin e Yang. Nessa abordagem, o ser humano é considerado uma pequena natureza, parte integrante da grande natureza do mundo absoluto. A saúde, é então concebida como a harmonia na interação do homem com a natureza, traduzida pelo estabelecimento de um equilíbrio dinâmico entre os fenômenos Yin e Yang de todas as partes que compõem o universo.

  Essa visão do todo separado em partes dá origem a analogias e metáforas que revelam as várias conexões existentes entre os fenômenos da natureza e aqueles observados em nosso corpo. 

   A saúde, na Medicina Chinesa, é o equilíbrio entre o Yin e o Yang dos vários fenômenos que ocorrem no corpo e na natureza. “Trecho extraído do livro “Automassagem e Medicina Chinesa” do Dr.Marcos Freire Júnior.

 

  Os conceitos básicos para a prática do Do-In ou auto-massagem chinesa são acessíveis a qualquer pessoa,  pois refletem essa visão da medicina chinesa que compara o ser humano a um pequeno universo em comparação ao grande universo, a natureza , reafirmando sempre a conexão entre os dois.

  Com isso não quero dizer que um profissional que lide com Medicina Chinesa não tenha que estudar muito, ao contrário, a Medicina chinesa tem teorias que são de fácil assimilação , mas que demandam muito estudo, empenho e experiência para aqueles que querem militar na área.

  Só que para o propósito do Do-In, podemos nos ater aos conceitos mais básicos que irão nortear as técnicas e a visão da saúde, da doença, de modo a permitir a qualquer pessoa fazer uma prática de automassagem.

  Sendo assim vamos abordar a explicação que dá origem à figura demonstrada acima , um dos símbolos mais significativos e antigos da humanidade.

  O nome deste símbolo é Tai Chi que significa o fim supremo. Os chineses fizeram a divisão da unidade em duas partes, opostas e complementares. E usaram essa divisão para explicar os fenômenos do universo e suas teorias acerca do ser humano, da vida como um todo.

  O Tao representaria o absoluto e não pode ser explicado por palavras, pois o processo mental de expressão através das palavras faz parte do mundo relativo.

  Nosso acesso a esse mundo absoluto se dá exclusivamente pela experimentação da fusão da nossa identidade com o todo , transcendendo nosso ego , que é o responsável pela criação da divisão entre nós e o mundo que dá origem a toda a relatividade.

  Uma das formas de atingir essa comunhão com o “vazio”, com o “todo”  é através da meditação. Por ela, podemos chegar a um nível de consciência além do ego , além do eu .

   A interpretação pessoal que faço desse símbolo é a seguinte: o ponto escuro dentro da metade clara do círculo quer dizer : não há luz tão clara que não contenha em si, um ponto de escuridão; o ponto claro dentro da metade escura quer dizer : não há escuridão tão densa que não contenha em si um ponto de luz. Tudo isso serve para explicar a dualidade observada no universo, na natureza e no próprio ser humano, onde tudo tem seus dois lados e é relativo dependendo do contexto , momento de vida , maturidade , etc..

  As práticas da Medicina Chinesa como o Do-In,Tai Chi, Qi Gong, acupuntura,etc. são formas de harmonizar estes aspectos Yin e Yang dentro do ser humano. E tudo aquilo que nos conduza à unidade é uma via para a saúde , a calma e à iluminação espiritual.

Expansão e recolhimento

  Este símbolo também demonstra que todos os fenômenos podem ser divididos nas suas partes Yin e Yang. Só que essas partes não são estáticas, elas são dinâmicas , tal como os movimentos do Tai Chi Chuan , em que se faz movimentos pra frente e para trás, ou seja, há uma dinâmica no universo de  movimentos de EXPANSÃO E RECOLHIMENTO, como os altos e baixos da vida, a saúde e a doença e por aí infinitamente.

   Assim, digamos que Yin represente a noite e Yang o dia. Quando Yin atingir seu auge , tornar-se-á o seu oposto : o dia , qualidade Yang e assim sucessivamente.  A vida é uma dinâmica constante, a única certeza é a impermanência.

  Em breve faremos novos posts sobre os conceitos Yin e Yang aplicados à prática do Do-In e automassagem para direcionar as práticas que serão propostas. Abraços fraternos.

              Sérgio Pinheiro Paffer.

©Todos os direitos reservados.É proibida a reprodução total ou parcial deste texto sem a autorização do autor.

Crédito das imagens: Reprodução.