Filme EU MAIOR

Compartilho com todos o filme EU MAIOR que trata sobre o autoconhecimento e sobre  a busca da felicidade. Há grandes nomes na área do autoconhecimento em entrevistas que nos instigam ao pensar e à reflexão.

Várias visões que podem ampliar a nossa própria. Abraços a todos.

Anúncios

Agradecimentos.

Agradeço aos leitores do blog, seguidores ou não, pela presença, postagem de comentários e participação ao longo deste tempo do blog.

Estou atualizando vários posts em face de mudanças internas e novos conhecimentos e experiências vividas, pois a vida é uma dinâmica.

Eu sou muito grato pela acolhida que me deram nesta empreitada de escrever sobre um tema tão cercado de polêmicas, como é o tema Terapias Integrativas.

A cada dia elas estão se tornando uma realidade no nosso país e mais pessoas ficam conhecendo novas terapias e se perguntam: qual delas serve para mim? qual delas tem fundamentação científica? O meu amigo, parente, vizinho fez tal terapia e gostou. Será que devo fazer?

Bom, é meio chover no molhado, mas as respostas estão realmente dentro de nós. E continuamos aqui no objetivo firme de divulgar as Terapias Integrativas que o tempo, a prática e os bons resultados têm demonstrado serem de valia para o ser humano.

Não quero dizer com isso que estou numa postura de detentor da verdade ou esteja me constituindo numa autoridade no que quer que seja. Apenas tenho minhas vivências, a de vários amigos e colegas que lidam com este universo e divido aqui postagens que possam somar, apontar caminhos. Mas sempre, o melhor caminho é o que nosso coração indica. Nem todos remédios servem para todos os doentes. Nem todos caminhos servem para todos os caminhantes. Vamos continuar apontando caminhos e formas da gente se conhecer e ter uma qualidade de vida melhor, sempre respeitando as opiniões contrárias.  Grande abraço.

Sérgio Pinheiro Paffer.

Os números de 2012

Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2012 deste blog.

Aqui está um resumo:

600 pessoas chegaram ao topo do Monte Everest em 2012. Este blog tem cerca de 8.900 visualizações em 2012. Se cada pessoa que chegou ao topo do Monte Everest visitasse este blog, levaria 15 anos para ter este tanto de visitação.

Clique aqui para ver o relatório completo

O cliente.

cliente

  O nome dado ao indivíduo que irá receber um atendimento na área de Terapias Integrativas/Complementares/holísticas é cliente. Em algumas publicações encontramos a expressão receptor, que como diz o nome é aquele que recebe.

  A sua vinda ao terapeuta, nome dado ao condutor do técnica terapêutica a ser utilizada, pode ter vários motivos. Desde a simples curiosidade, o estresse tão comum nos dias de hoje e por uma própria indicação para aliviar/ tratar uma determinada patologia que se apresente naquele momento.

  Sabendo que cada caso é um caso, há fatores que devem ser levados em consideração pelo terapeuta profissional. Quem nos procura, geralmente, o vem, no caso das Terapias Integrativas, quando já tentou ou passou por inúmeros procedimentos na área de saúde convencional, nem sempre com bom resultado.

  Cabe ao profissional consciente saber os limites e possibilidades da atuação da técnica a ser empregada em face do quadro patológico apresentado pelo cliente. É obrigação do profissional de Terapia Integrativa estar a par do diagnóstico feito por um médico ou qualquer outro profissional de saúde devidamente qualificado que acompanha seu cliente a fim de elaborar um plano de ação que irá ajudar o mesmo. Pois, por exemplo, no ramo das massoterapias há contra-indicações e há determinadas patologias que impedem a abordagem da massoterapia. Sem o prévio conhecimento do que o cliente tem, como este profissional poderá realizar o atendimento? Inclusive é necessário a ciência e a prévia autorização do médico que acompanha o cliente, em determinados casos mais complexos.

  Muitos médicos hoje em dia, já recomendam a massoterapia e  outras Terapias Integrativas aos seus pacientes, tendo em vista, a divulgação cada vez maior das pesquisas que confirmam e comprovam o efeito positivo na melhoria da saúde daqueles que procuram essas terapias.

  Quem procura um Terapeuta Integrativo está geralmente fragilizado. Cabe a nós, os profissionais, entender esta situação e procurar ter a atitude de canal quer seja da energia Reiki, quer seja como massoterapeuta. Pois  pela aplicação da energia Reiki ou das técnicas de massoterapia, seremos canais,  veículos através dos quais os bloqueios energéticos do cliente serão trabalhados no sentido de ativar o seu potencial inato de auto-cura. Isso também nos ajudará a nos conectar com nossa centelha divina, elevar nossa vibração e repassará para o cliente um sentimento de confiança e solidariedade.

  Para mim, quando vou atender , a postura que adoto é a de que sou apenas um canal pelo qual as energias de cura vão fluir para o que for para o bem melhor do receptor. Naquele momento eu me coloco inteiro lá e invoco os Mestres com que me conecto, Deus e o Universo. Peço que naquele momento minhas deficiências sejam corrigidas por eles e que seja possível através do meu trabalho beneficiar esse irmão/irmã no que for para seu bem maior. Peço que naquele momento minhas mãos sejam as mãos de Deus e conservo esta intenção durante todo o atendimento.

  É muito importante a informação, a formação do profissional , mas sobretudo é essencial, para mim, o amor, a vontade de ajudar, de falar se for perguntado ou de exercer uma escuta solidária.
Até porque não tenho formação em  psicoterapia para fazer aconselhamento, mas tenho humanidade. E uma das coisas que mais tenho aprendido com os meus clientes é a não julgar, e sempre pensar diante de qualquer um que chegue até mim: “poderia ser eu a estar nesta situação. E se fosse, como eu gostaria de ser tratado?”. Conservando esse espírito de serviço, de respeito e amor incondicional faço o que me cabe e entrego ao Universo os resultados.

  Já estive do outro lado.  Sei o que é precisar de ajuda, e todos nós sempre precisaremos de ajuda um dia, seja em que nível for. Então procuro esclarecer ao cliente todos os procedimentos que irei fazer, numa linguagem acessível, dentro de meus inúmeros limites, mas conscientizando o mesmo que a mudança principal vem a partir dele. Mas também temos que respeitar o tempo de cada um. E muitas vezes palavras não são necessárias ou possíveis, então aí o diálogo é o do toque. Procuro conservar o pensamento de que todo receptor é uma semente do potencial divino que no momento certo, no seu ritmo, há de ter o seu despertar e irá libertar-se de suas condições limitantes e desabrochar todo o seu potencial.

Sérgio Paffer.

©Todos os direitos reservados.

 Proibida reprodução sem autorização do autor.

Permitido o compartilhamento desde que citada a fonte.

Imagens: Reprodução.

                                       

A Medicina integrativa.

nascer do sol

Com a licença e permissão da amiga e blogueira Ana Saad, publico aqui no Revolução da Consciência um post muito importante para o momento em que vivemos sobre Medicina integrativa. O autor do post é o Prof. Dr. Claudio Duarte que com maestria e simplicidade escreve sobre este tema que é  o ponto de partida deste blog e que muitos ainda têm dúvidas. O post foi publicado originalmente no site Pensamentos Filmados, cujo link deixo para os leitores e recomendo a leitura deste blog que é tudo de bom.

http://www.pensamentosfilmados.com.br/br/geral/blog/voce-e-ser-humano-entao-voce-tem-que-conhece-la/#.UNf7lOTZYxj

Sem mais delongas deixo com vocês este post imperdível. Abraços e boa leitura.

Ana Maria Saad

Você é ser humano? Então você tem que conhecê-la!

Ficamos tão concentrados na nossa vidinha que esquecemos que as coisas estão sempre evoluindo. A medicina está evoluindo muito e há uma nova proposta para se ter saúde, ao invés de apenas tratar das doenças, que a menos que a gente saiba a respeito, nos privaremos de ter acesso a tratamentos que combinados nos auxiliam no bem estar. O prof. Dr. Claudio Duarte vem trilhando esse caminho de disseminar informação a respeito da Medicina Integrativa.
Se você ficar com preguiça de ler, então leia as partes sublinhadas.
Por Prof. Dr. Claudio Duarte
Informações úteis e necessárias
Em relação às normas da Medicina Integrativa e seus conteúdos, na Portaria 971/06, do Ministério da Saúde, lemos que o “Ministério da Saúde”, entende que as práticas integrativas e complementares, compreendem o universo de abordagens denominadas pela OMS de Medicina Tradicional e Complementar/Alternativa – MT/MCA (sic). E, além da Lei Federal 8080/00 e da Portaria, há uma série de leis estaduais municipais e NRs, de implantação e implementação das ações e serviços relativos às práticas das medicinas integrativas e complementares, voltadas para a melhoria e os benefícios da saúde da sociedade civil no país. E, em muitos estados e municipios, tais tratamentos e procedimentos já são adotados com sucesso nos últimos anos. Mas, com informações precisas e seguras, tais benefícios podem chegar a um leque muito maior da população, inclusive, reduzindo sensivelmente o rombo da Previdência Social e mudando velhos e viciados parâmetros de “tratamentos” .
O que é a Medicina Integrativa?
A medicina integrativa é um conceito recente, surgido nos anos de 1980 e, também, uma proposta e um conjunto de projetos mundiais, inclusive cursos acadêmicos, que se fortaleceu no Oriente e no Ocidente, à medida que atendia e atende, de forma científica e metodológica tanto as necessidades de saúde, quanto de cura da população global. A Medicina Integrativa traz no seu conteúdo, a junção criteriosa e metodológica, da medicina tradicional, da medicina ayurvédica, da medicina chinesa, do Yoga, da acupuntura, da psicologia, da homeopatia, da nutrição, da fonologia, de diversas terapias reconhecidas, em uma ampla e séria relação de parceria, onde leva a sociedade civil no seu conjunto, uma condição de saúde somatológica e biológica, mais justa, mais equilibrada, mais acessível e, acima de tudo, mais saudável. E apoiada em programas e projetos, sejam propedêuticos ou terapêuticos, com base em históricos ou em diagnósticos extensivos, não só dos pacientes, mas – sempre que possível – também dos familiares, e se for o caso, até mesmo do entorno profissional ou social dos mesmos.
Motivos para procurar a Medicina Integrativa
Além de todos os motivos acima esclarecidos, os outros são:
a) Um atendimento fortemente humanizado, com total atenção para o ser humano e sua autoestima.
b) O baixo custo e os excelentes resultados – já comprovados – advindos dos tratamentos por meio da Medicina Integrativa.
c) E, ainda, pelo fato dos interessados não terem que esperar longos períodos para serem atendidos.
Como obter informações seguras
Para que tanto a sociedade, os interessados, profissionais, pesquisadores, estudantes, universidades, faculdades, clínicas, hospitais, empresas, políticos e governantes possam saber mais a respeito da fundamentação científica e metodológica, dos princípios e das bases da Medicina Integrativa, além da longa lista de livros científicos ou para-científicos, sites e filmes publicados, continuo aqui, descrevendo uma série de outras informações, que seguramente ajudam e ajudarão a todos aqueles que quiserem se beneficiar com todo amplo espectro da mesma.
E também, foi criado há dois anos, o NÚCLEO NACIONAL DE MEDICINA INTEGRATIVA, que é composto por uma série de profissionais das mais diferentes áreas da saúde e que continua agregando novos profissionais ou pesquisadores interessados em fazer parte do mesmo, em qualquer ponto do país, pois esta é uma das vias para se consolidar todo este processo no mesmo e trazer benefícios concretos à sociedade e à população em todos os seus substratos.
Um dos e-mails para contatos é o: mi@damulticom.com.br que fica à inteira disposição de todos, e onde também, é possível solicitar outros dados, outras informações, outras referências.
Apelo à Saúde Integral
Como profissional da saúde e do Yoga, participei, organizei e continuo organizando cursos, conferências, congressos, workshops e eventos no país e no exterior, que possam aprofundar, não só o conhecimento dos profissionais, mas também levar informações sólidas sobre a saúde à sociedade como um todo. Para que esta, possa efetivamente obter benefícios de uma forma segura, simples, direta e se possível, fácil.
Conversei e entrevistei muitos profissionais sérios, competentes e fantásticos, conversei e entrevistei muitas pessoas que ao longo do tempo se beneficiaram dos tratamentos para a saúde, por meio da Medicina Integrativa.
Também, encontrei uma vasta literatura de publicações científicas e para-científicas de primeira qualidade, a respeito do tema. E tudo isto, só nos encoraja fortemente a seguir adiante com este trabalho, esta proposta e este projeto magistral! Mas também precisamos do apoio da sociedade e do seu especial apoio, no sentido de ampliar, de expandir esta tranformadora nova e antiga ciência. Portanto, caso compartilhem desta visão e desta proposta, por favor, tirem cópias desta matéria e distribuam,   escaneiem e enviem por e-mail, transmitam partes pelo twitter, publiquem-na nos seus sites e divulguem-na de todas as formas possíveis. Pois, unidos, podemos sim transformar o mundo em um lugar muito melhor e mais saudável para todos! Até a próxima.
Respeitosamente,
Prof. Dr. Claudio Duarte
Unesco Member e Secretário Executivo da Pacy Internacional/Colegiado
PS: Aguardem, pois em breve estará acontecendo a nova versão do “Seminario Nacional de Medicina Integrativa” em São Paulo e no Rio de Janeiro. Contatos:mi@damulticom.com.br
Fonte: Jornal Saúde e Harmonia

©Todos os direitos reservados.

Fotos: Reprodução.

V

Atitudes

meditação,respiração consciente

“ Muitas vezes não fazer nada perante as situações da vida com que nos deparamos é fazer tudo. Outras vezes fazer tudo (pelo menos no que concebemos ser tudo naquele momento) é fazer nada. Isso só a maturidade poderá nos revelar. Mas há um grande professor disponível 24 horas por dia a nos guiar: o silêncio. Sim, o silêncio é sábio, reflete nossa essência, nossa alma. A questão é que geralmente estamos tão inquietos que não conseguimos ouvi-lo. Para atingir esse estado temos a respiração consciente, a meditação, a contemplação e a oração para aqueles que se dispuserem a tanto. Quando nos aquietamos interiormente, calamos a nossa tagarelice. Um novo mundo se descortina à nossa frente: o mundo interior. Feche os olhos, respire calma e profundamente, sinta o ar penetrando pela inspiração e se espalhando na expiração e como o seu corpo muda em cada um destes momentos. Abra mão do controle, entre em contato com você mesmo, deixe fluir. Que a cada respiração você se unifique e se permita conectar-se com sua paz. Dê uma chance a você mesmo.”
                                Sérgio Paffer

                   ©Todos os direitos reservados.

       Proibida a reprodução do conteúdo sem a permissão do autor. É permitido e desejável o compartilhamento desde que citada a fonte.

Foto: Reprodução.

Alquimia interior

Alquimia

    Acho que um dos fatores que me levou a seguir a profissão de terapeuta foi ter vivenciado o sofrimento em suas diversas formas. O sofrimento me humanizou mais, mas não acredito que seja preciso sofrer para ser feliz ou amadurecer. Mas, como tudo no Universo , ele tem uma função. Não o vejo como carma, pecado ou castigo divinos (respeitando as demais visões que sejam diferentes).

   Penso que o sofrimento, dependendo da forma como o encaramos , pode ser uma oportunidade de auto-superação, de exercemos a humildade.  Podemos nos tornar pessoas menos orgulhosas e mais tolerantes. Pois essa condição (a de que todos sofremos ou iremos um dia) é mais uma entre tantas, que nos igualam. Todos temos nossos desafios. Uns experimentam a dor ,uma doença física ou psíquica, outros vivenciam um vazio existencial, uma dor na alma, problemas financeiros.

   De certo que os problemas e desafios, sejam de que natureza for, fazem parte da existência, mas o impacto que terão depende muito da forma que os encararmos e se nos vermos diante destas situações como vítimas ou aprendizes . Se mudarmos o nosso foco, mudamos quase tudo, pois desta forma, mudamos a nossa vibração.

  E a Física quântica está aí para comprovar que matéria nada é mais é do que energia condensada. Então se mudarmos nossa energia, nossa vibração, podemos “abrir portas onde antes só haviam paredes”, e, onde antes só havia problemas, podem se manifestar soluções. Sou muito grato por ter tido acesso às Terapias Integrativas. Elas permitiram e permitem que eu me trate e consiga ver a mim, meus desafios e a vida por um outro prisma. Obrigado Universo por ter trazido pra mim todos os recursos de que necessitei para fazer esta verdadeira alquimia interior e que, muitas vezes é tão difícil.

  Mas esta dificuldade faz parte do processo, pois não é fácil mudar uma identificação de toda uma vida com o drama, com o imediatismo. Tudo tem sua hora. E precisamos ser gentis com nós mesmos, principalmente naqueles momentos em que estamos fragilizados. E para isso, temos poderosos recursos naturais para nos reconectar com nossa força interior , tais como a respiração consciente, a meditação, o Reiki, a automassagem chinesa e um sem número de maravilhosas e efetivas terapias que nos reconduzem à Fonte. E assim, reabastecidos, podemos seguir em frente, convictos de que não estamos desamparados, que o Universo nos ampara. Esquecer disso tudo e se desesperar faz parte do aprendizado. Aí, a gente repete a lição e se relembra, até que um dia, este processo estará automatizado dentro de nós.

  Você acha que eu não caio? Caio sim. Mas a diferença é que me levanto mais rápido, pois do exercício de estar sempre me reconectando, minha força aumenta, e meu lado luz se fortalece.

   Não temamos a sombra. Ela faz parte de nós, é uma mestra. Que saibamos integrá-la. E façamos sempre essa alquimia interior. Que sejamos gentis e compreensivos com todos,  principalmente os que trabalham como terapeutas, mas principalmente com nós mesmos. E que saibamos sempre recomeçar a cada dia, a cada momento, tendo sempre a consciência de que somos amparados pelo Universo independentemente dos desafios que enfrentemos.

                                                          Sérgio Pinheiro Paffer.

©Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução ou cópia sem a autorização do autor. É livre o compartilhamento desde que citada a fonte.

Crédito das imagens: Reprodução.